Cada vez com mais velocidade vão aparecendo soluções de iluminação que a nós, como utilizadores, nos pedem a substituição dos sistemas de iluminação tradicionais por novos sistemas mais económicos e eficientes.

A substituição de lâmpadas fluorescentes por lâmpadas mais eficientes permite poupar, em geral, cerca de 60 a 65% quando comparando com lâmpadas de baixo consumo ou 80 a 85% quando falamos de tecnologia LED. Com pequenas mudanças em casa, pode reduzir-se o consumo:

  • Substituir lâmpada fluorescentes por lâmpadas de baixo consumo ou LED.
  • Substituir primeiro as lâmpadas de maior utilização.
  • Aproveitar a luz natural podendo reduzir o consumo em mais de 60%. Instalar interruptores por zonas.
  • Em locais grandes recomenda-se que tenha diferentes linhas para iluminar apenas a zona de utilização.
  • Regular a luminosidade. Nem sempre é necessário utilizar 100% da luminosidade, instalar reguladores para baixar o nível de iluminação é bom para reduzir o consumo e aumentar a vida da lâmpada.
  • Instalar detectores em zonas de passagem e evitar, assim, a utilização excessiva em locais concretos.
  • Rever a etiqueta de eficiência energética das lâmpadas. Sendo a Classe A a mais eficiente e a Classe G a menos. Instalar uma lâmpada de Classe A implica um consumo três vezes menor do que o de uma lâmpada de Classe G.

Pode beneficiar sistemas para o controlo, ponto a ponto, da iluminação pública, com tecnologia PLC. Tais sistemas conseguem regular independentemente cada um dos candeeiros, melhorando a eficiência energética e a vida útil dos candeeiros, para além de conseguir poupanças na factura eléctrica por volta de 30%.

Os utilizadores poderão regular cada um dos candeeiros e controlar as diferentes incidências, diminuindo o tempo de actuação caso haja um incidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *